Blog

29/04/2018

9 lugares na América do Sul de natureza extrema

Desertos, geleiras, florestas, praias: em matéria de paisagens naturais nosso continente é imbatível

Alguns dos mais belos cartões-postais esculpidos pela natureza foram destinados à América do Sul. Há de tudo nos rincões meridionais do continente americano: desertos, geleiras, florestas, praias, vulcões, picos nevados, ilhas fluviais, montanhas, planícies alagadas e muito mais.

Percorra nossa galeria de fotos com as imagens mais extremas que a natureza brindou os 9 países que compõem a região.

1. Salto Angel (Venezuela)

Salto Ángel, VenezuelaFica na Venezuela a cachoeira mais alta do mundo, com 979 metros de altura. Situada perto da fronteira entre Brasil e Guiana, a queda dágua pertence ao Parque Nacional de Canaima, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco desde 1994 (Señor Hans/Creative Commons)

2. Tayrona (Colômbia)

Parque Nacional Tayrona, ColômbiaEm meio à vegetação do Parque Nacional Tayrona, encontram-se os Ecohabs, meios de hospedagem integrados à natureza na região de Santa Marta, na Colômbia. O cenário é único no mundo: ali também está a Sierra Nevada de Santa Marta, cadeia montanhosa que alcança os 5.775 metros sobre o nível do mar e fica a apenas 42 quilômetros de praias banhadas pelo Mar do Caribe, o que faz dela a cordilheira costeira mais alta do planeta (Ecohabs/Divulgação)

3. Chimborazo (Equador)

Vulcão Chimborazo, EquadorDo alto de seus 6.267 metros de altitude, o vulcão Chimborazo, perto de Riobamba, é o pico mais alto dos Andes equatoriais. Domina uma região com vasta oferta de turismo de aventura no Equador, envolta pelo Parque Nacional Sangay, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco desde 1983, único a ostentar o título no país ao lado do Parque Nacional Galápagos. A imponência desse mítico vulcão, considerado extinto, inspirou o libertador Simón Bolívar a escrever a poesia "Mi Delirio sobre el Chimborazo" (Magnus von Koeller/Creative Commons)

4. Chaco paraguaio

Chaco, ParaguaiNos rincões do Paraguai, a região dominada pelo Chaco é o lugar favorito de quem gosta de admirar a natureza. Ali há grande diversidade de flora e fauna. Não por acaso, a palavra que dá nome ao bioma deriva do original "chaku", que em quéchua significa "território de caça". Esse domínio natural estende-se por parte dos territórios de Bolívia, Paraguai, Argentina e Brasil, onde recebe o nome de Pantanal (Tetsumo/Creative Commons)

5. Cabo Polonio (Uruguai)

Cabo Polonio, UruguaiIsolado por dunas, Cabo Polonio configura-se em um destino singular na costa do Uruguai. Originalmente uma pequena vila de pescadores, esse pitoresco povoado litorâneo, cuja área é protegida como Parque Nacional, não conta com energia elétrica, mas a maioria das casas tem gerador. As três ilhas ao longo de sua costa abrigam uma importante reserva de lobos-marinhos. De seu farol, intermináveis entardeceres são contemplados por quem busca tranquilidade e isolamento (Addison Berry/Creative Commons)

6. Salar de Uyuni, Bolívia

Salar de Uyuni, Bolívia Fica no altiplano da Bolívia e é daquelas paisagens ditas surreais. O maior deserto de sal do mundo esparrama-se a perder de vista em um lugar a 3.650 metros sobre o nível do mar e cobre uma área de aproximadamente 12 mil quilômetros quadrados. A região mais visitada pelos turistas chama-se Isla del Pescado, pontuada por cactos que alcançam 10 metros de altura (Bruno do Val Benes)

7. Valle de la Luna, Chile

Valle de la Luna, Chile Suas formações naturais lembram a superfície lunar, numa área dominada por dunas e cercada de vulcões em pleno Deserto do Atacama, extremo norte do Chile. Parece coisa de outro planeta. Nessa paisagem estonteante, o pôr-do-sol promove um espetáculo diário acompanhado por centenas de turistas (Thinkstock)

8. Geleira Perito Moreno, El Calafate, Argentina

Perito Moreno, Argentina  Uma das maiores atrações naturais da Argentina, é a geleira mais famosa da Patagônia. Esse gigante gelado estende-se por mais de cinco quilômetros de largura e chega a 60 metros de altura. É a estrela do Parque Nacional Los Glaciares, que reúne mais de 360 geleiras. De quando em quando, ocorre o desprendimento maciço de parte do paredão de gelo, mediante um estrondo amendrontador e fascinante. O resultado são icebergs flutuando soltos pelo Lago Argentino. Esse retumbante espetáculo, sem data certa para acontecer, mas monitorado por cientistas, é transmitido em cadeia nacional pelas TVs argentinas

9. Wiñay Wayna, Trilha Inca, Machu Picchu

Wiñay Wayna, Peru A beleza e a dramaticidade das ruínas de Wiñay Wayna, ao longo da Trilha Inca, recompensam o esforço de dias de caminhada pela Cordilheira dos Andes. Debruçada sobre o Vale do Rio Urubamba, no Peru, Wiñay Wayna significa "sempre jovem" em quéchua, o idioma dos incas. Sem dúvida, uma das panorâmicas mais alucinantes no trajeto que leva a Machu Picchu (Thinkstock)

Por Fábio Vendrame @viagemturismo